Importação

5 dicas práticas para melhorar a logística de importação

fevereiro 28, 2019
Logística, importação, logística de importação, transporte internacional fornecedor internacional, mercado exterior, frete
Tempo de leitura 3 min

Boas práticas na logística de importação são fundamentais para as empresas conseguirem aproveitar o que há de melhor no mercado exterior. É apenas usando os benefícios dos procedimentos de exportação e importação que as organizações conseguiram permanecer no mercado e não perder seu espaço para a concorrência das grandes empresas.

Acompanhe o texto a seguir e conheça as 5 maneiras de melhorar a logística de importação da sua empresa.

1. Simule os custos operacionais

O primeiro passo da logística de importação é calcular todos os custos do procedimento. Só assim será possível saber o valor final do produto e estabelecer o valor da sua matéria prima ou do produto que será revendido.

Quando os fornecedores são fixos, o valor do produto varia pouco e, por isso, ter previsibilidade dos custos do produto fica mais fácil. Contudo, além do valor do produto em si, também devem ser somados e calculados os custos fixos e variáveis da importação.

2. Avalie sua necessidade em receber os produtos

Não adianta importar as melhores peças se o prazo de entrega não for respeitado. Portanto, a melhor forma de saber em quanto tempo o produto chegará é verificando os meios de transporte e a documentação necessária.

Os transporte internacional pode ser por navios e aeronaves. Apesar da via aérea ser mais rápida, os custos podem ser muito altos, aumentando significativamente as vantagens da importação marítima.

Também é preciso calcular previamente os valores que serão gastos no trâmite da mercadoria até o destino final. Por isso, fique atento aos custos com:

  • armazenagem;
  • tributação do país de origem;
  • tributação no porto;
  • frete;
  • taxa de câmbio.

3. Estabeleça contratos com fornecedores

Como vimos, manter um fornecedor internacional fixo é importante para ter uma previsibilidade do custo benefício da mercadoria a ser importada. Mas os benefícios vão muito além. Vejamos:

  • segurança na qualidade dos produtos e na negociação;
  • aumento das chances de conseguir descontos;
  • estruturação de um atendimento privilegiado;
  • procedimentos preestabelecidos.

4. Escolha o melhor país para importação

Normalmente, os países com o maior fluxo de importação para o Brasil são os Estados Unidos e a China. Para garantir uma mercadoria com a melhor vantagem, compare o valor das moedas e os impostos inerentes às transações.

O valor do frete pode ser negociado, assim privilegiando a importação de um país e garantindo ao consumidor final um preço mais acessível.

5. Garanta que a documentação esteja em ordem

Chegamos à principal etapa da logística de importação: documentação. Apesar de existirem profissionais específicos que trabalham na organização e com a “papelada” do procedimento, é importante que você saiba quais são os passos a seguir e até mesmo entenda como contratar um bom despachante aduaneiro e uma empresa confiável.

A carga deve chegar ao Brasil com a documentação em ordem. Imagine a situação: os seus produtos chegando e ficando presos pela Receita Federal do Brasil (RFB) ou, ainda mais, voltando para o pais de origem.

Por isso, a logística de importação se tornou uma vantagem competitiva. É impossível uma empresa permanecer ou crescer no mercado sem incorporar os benefícios do comércio exterior. Além do marketing em ter mercadorias importadas, que normalmente tem qualidade superior, ainda é possível aumentar o faturamento.

Se gostou das nossas dicas e quer usar os benefícios do comércio exterior, aprenda aqui tudo o que você precisa saber sobre a taxa de câmbio no Brasil.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário