Exportação

4 vantagens da exportação que todo empreendedor deveria conhecer!

novembro 26, 2018
vantagens da exportação
Tempo de leitura 4 min

O comércio internacional se desenvolveu muito no decorrer dos anos. Desde que os países descobriram as vantagens da exportação e que essa prática pode ser mais lucrativa do que a comercialização no mercado interno, ela se fortaleceu e cada vez mais pessoas tentam aprimorá-la.

Isso porque a exportação traz inúmeras vantagens para o empreendedor. Ela ajuda a diversificar a carteira de clientes e permite aumentar a produção e o acesso a mercados em desenvolvimento e que utilizam moedas mais valiosas do que o real.

Assim, os lucros do empresário aumentam e a diversificação do mercado o ajuda a investir na qualidade de seu produto. Ficou curioso para conhecer um pouco mais sobre as vantagens da exportação? Então, continue a leitura e descubra quatro benefícios dessa operação de comércio internacional.

1. Incentivos fiscais

Muitos empresários ficam inseguros de ingressar no mercado internacional por receio dos impostos que podem incidir sobre as compras e, consequentemente, causar prejuízos. No entanto, o governo brasileiro é um dos maiores interessados no aumento das exportações e oferece incentivos fiscais a exportadores. Veja:

  • não há a incidência de Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros (IOF) em operações de câmbio relacionadas à exportação de produtos;
  • as exportações são isentas de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS);
  • o montante obtido com exportações é liberado de contribuir para o Programa de Integração Social (PIS) e para a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

Desse modo, as operações de exportação se tornam mais atraentes, já que essas isenções são uma grande vantagem em relação ao mercado interno.

2. Diversificação de mercados

Com o ingresso no segmento de exportação, o empreendedor passa a atuar em vários mercados distintos. Esse fato, além de exigir diferentes especializações e qualificações para as necessidades distintas dos consumidores, torna-o menos submisso às particularidades e dificuldades da economia local.

Em épocas de crise no mercado brasileiro, inúmeras empresas têm diminuição nas vendas ou são obrigadas a decretar falência. As que atuam em exportações não têm esse problema: alguns países mantêm a economia sólida e em constante crescimento, o que atenua a preocupação com as mercadorias sazonais.

3. Aumento da qualidade do produto

Com a diversificação de mercados para o escoamento de produtos, a companhia fica sujeita a novas exigências dos consumidores. O exportador, então, tem de aperfeiçoar a produção para concorrer com provedores de todo o mundo e os atributos de seus insumos devem ser capazes de fidelizar os clientes.

4. Redução de riscos

A redução de riscos é uma das vantagens mais atraentes e conhecidas da exportação. Durante a crise brasileira, as exportadoras sentiram os efeitos de forma atenuada. Afinal, a possibilidade de comércio com países que não se encontram em situação de desequilíbrio permite a manutenção dos lucros.

Com isso, a chance de risco para o empreendimento é bem menor: os clientes são diversos e de localidades distintas. Cria-se, dessa forma, um rol de alternativas que permite que o empreendimento obtenha lucro e possa manter suas vendas.

É fundamental que o exportador analise bem os mercados e sua produção antes de iniciar o processo. A contratação de uma consultoria especializada torna essa jornada mais simples e intensifica os benefícios obtidos com a exportação.

Em resumo, são muitas as vantagens da exportação: elas vão desde a redução de riscos empresariais em decorrência da criação de alternativas para as crises econômicas no mercado interno até incentivos fiscais do governo brasileiro. Trata-se, portanto, de uma prática benéfica e lucrativa.

Gostou de conhecer as vantagens da exportação e de saber como essa operação pode ser vantajosa para as empresas e os empreendedores? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais, para que mais pessoas tenham acesso a este conteúdo!

Sem comentários

Deixe um comentário